Núcleo Tiãozinho

Inaugurado em 1985, o Núcleo Tiãozinho é um programa socioeducativo desenvolvido em parceria com a escola pública no contraturno escolar. Atende diariamente, em dois períodos, 335 crianças e adolescentes carentes de 5 a 15 anos, que recebem alimentação, assistência médica, odontológica e psicológica, reforço escolar, acompanhamento pedagógico, atividades de recreação e lazer, práticas esportivas e culturais e orientação moral e ética.

Suas instalações compreendem: cozinha, refeitórios, salas de aula multiuso, biblioteca, laboratório de informática, oficina de robótica e de hardware, oficina de artes e artesanato, oficina de modas e estilismo, espaço de convivência, sala de jogos, quadra poliesportiva, contendo inclusive rampas e sanitário para cadeirantes.

Com a inauguração em 2009 do Núcleo Tiãozinho 2, e a implementação simultânea do projeto de “Educação Para a Vida” a instituição vem sendo reconhecida pela excelência do trabalho desenvolvido. Em 2010 recebeu o prêmio “Mérito pela Valorização da Vida – 2010”, concedido pelo SENAD – Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas, em reconhecimento do Estado Brasileiro a instituições que contribuem significativamente para redução da demanda de drogas no Brasil. Em 2011, seu projeto de “Educação Para a Vida” recebeu a Certificação de Semifinalista, classificando-se entre os 5 melhores projetos, na categoria Grande Porte, entre os 2.922 inscritos no PRÊMIO ITAÚ-UNICEF 2011.

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO PARA A VIDA

É um programa de educação integral para a vida.

Incorpora os conceitos de pluriatividade e multidisciplinaridade extracurricular como alternativa para complementar e suprir as deficiências do ensino público.

Busca interagir com a escola (acompanhamento da frequência, do rendimento escolar e do relacionamento), com a família (contato com os pais e responsáveis, desenvolvimento de ações e programas sociais voltados para a família) e com a comunidade (participação em programas, eventos e torneios, intercâmbio com entidades congêneres).

Tem por objetivo principal o desenvolvimento de habilidades sociais (comunicação, cooperação, vida em grupo, assertividade e lazer) e emocionais (autoestima, autossuperação, pensamento independente, autonomia, responsabilidade e persuasão), bem como o desenvolvimento de hábitos saudáveis. Esse conjunto de habilidades e competências sociais e emocionais permite ao educando enfrentar com mais segurança situações do cotidiano e atuam como fatores protetores ao uso de álcool e outras drogas e de condutas antissociais.

 

NOSSA PROPOSTA EDUCACIONAL

A quem se destina: Crianças e adolescentes do Núcleo Educacional Tiãozinho, em condição de vulnerabilidade socioeconômica.

Como surgiu: O projeto teve origem no programa de “Habilidades para a Vida”, estruturado em 2006, baseado em programas europeus de prevenção ao uso de drogas e conduta antissocial, cujo foco central é o desenvolvimento da autoestima e habilidades para lidar com situações do cotidiano.

Com a ampliação dos espaços, instalações e equipamentos do Núcleo Educacional Tiãozinho, em agosto de 2008, criou-se ambiente propício à estruturação de um projeto maior integrando aluno, escola, família e comunidade, numa mesma concepção de educação integral para a vida

Objetivos principais: O projeto tem por objetivo principal o desenvolvimento de habilidades sociais (comunicação, cooperação, vida em grupo, assertividade e lazer) e emocionais (autoestima, autossuperação, pensamento independente, autonomia, responsabilidade e persuasão), bem como o desenvolvimento de hábitos saudáveis. Esse conjunto de habilidades e competências sociais e emocionais permite ao educando enfrentar com mais segurança situações do cotidiano e atuam como fatores protetores ao uso de álcool e outras drogas e de condutas antissociais.

Objetiva também desenvolver a melhoria no relacionamento interpessoal com a família, com a escola, com o grupo e com a comunidade através do diálogo e do respeito mútuos, aumento do sentido de equipe, aumento do interesse pelos estudos, melhora do rendimento escolar, conscientização sobre temas socioambientais e ligados à cidadania, aprendizagem dos códigos de convivência social com noções de direitos e deveres, redução do comportamento sedentário e agressivo.

Habilidades e competências: O projeto busca desenvolver nas crianças e adolescentes habilidades e competências sociais e emocionais relacionadas com as seguintes questões básicas: Para que servem as habilidades sociais? Para que servem as competências emocionais? Como combater os maus hábitos e desenvolver hábitos saudáveis? Como lidar com os desafios do cotidiano?  Como dizer não ao consumo de drogas (lícitas e ilícitas)? Por que adotar uma alimentação equilibrada, praticar exercícios físicos, cuidar da saúde, cultivar amizades? Por que ser ético?

Atividades oferecidas: Incorpora uma gama variada de atividades compreendendo aulas de informática, robótica, hardware, inglês, espanhol, artes, moda, oficinas de leitura e produção de textos, acompanhamento escolar, orientação psicopedagógica, jogos pedagógicos e de recreação, oficinas de dança e de ballet, capoeira, cidadania em prática, entre outras atividades. O projeto EDU – Educação, Esporte, Disciplina e União, introduz uma nova experiência, utilizando o esporte como agente transformador e instrumento metodológico de manifestação e resgate do ser humano.

O método – A arte de ensinar e o prazer de aprender: O projeto parte do princípio que a criança e o adolescente quando em contato com atividades múltiplas e motivadoras, num ambiente agradável, interativo e respeitoso, com opção de escolha, sentem-se envolvidos e estimulados a participar e a aprender.

O método consiste na utilização de situações concretas com base em oficinas e vivências educativas, reflexivas e prazerosas envolvendo situações do cotidiano da vida e da relação com pessoas. Nesse contexto, educador e educando desenvolvem uma parceria afetiva e efetiva, uma relação de colaboração e de respeito mútuos buscando o desenvolvimento pessoal e coletivo, a fim de que transformações construtivas aconteçam na pessoa, no grupo, na escola, na comunidade e no mundo.

Espera-se que o aluno veja sentido e aplicação prática no que aprende e que o faça com prazer.

Pensamento motivador: “Diz-me, e eu esquecerei; ensina-me e eu lembrar-me-ei; envolve-me, e eu aprenderei.” – Provérbio chinês